PUBLICIDADE
Topo

Família inglesa tem 17 suspeitos de covid-19 após funeral de tia

Família britânica tem 17 membros com suspeita de ter covid-19 após reunirem-se para funeral de parente, no dia 9 de fevereiro - iStock
Família britânica tem 17 membros com suspeita de ter covid-19 após reunirem-se para funeral de parente, no dia 9 de fevereiro Imagem: iStock

Do UOL, em São Paulo

30/03/2020 19h31Atualizada em 30/03/2020 20h09

Dezessete membros de uma família britânica estão com suspeita de coronavírus após se reunirem para o funeral de um parente, realizado no dia 9 de fevereiro. Um dos presentes, Susan Nelson, 65, morreu no dia 17 de março. Os outros estão em quarentena e pedem à população que respeite o isolamento social. As informações são do site "The Mirror".

Susan era sobrinha de Sheila Brooks, 86, cujo funeral ocorreu no início de fevereiro. Aos 65, ela tinha boa condição de saúde e morreu no Hospital Queen Elizabeth, em Birmingham, mesmo local em que a tia faleceu.

"Nós temos que vencer isso, não podemos ter mais famílias que passem pelo que estamos passando nesse momento. Todos, por favor, sigam o conselho: fiquem em casa, fiquem seguros. Qualquer um que acha que tem bom físico e é saudável, que isso é como uma gripe ou um resfriado, não se arrisquem", afirmou Carl, 42, filho de Susan. Seu pai e irmã também estão com suspeita da doença, que pode ter atingido jovens e idosos da família.

Em reconhecimento aos trabalhadores do Serviço Nacional de Saúde, da Inglaterra, que participaram dos esforços para tratar de Susan, a família está angariando fundos para doar ao Hospital Queen Elizabeth.

Coronavírus