PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus já matou mais pessoas nos EUA que a epidemia de H1N1 em um ano

A covid-19 já deixou 12.936 mortos nos EUA; já a epidemia de H1N1 matou 12.469 pessoas entre 12/04/2009 e 10/04/2010 - Jonathan Ernst/Reuters
A covid-19 já deixou 12.936 mortos nos EUA; já a epidemia de H1N1 matou 12.469 pessoas entre 12/04/2009 e 10/04/2010 Imagem: Jonathan Ernst/Reuters

Do UOL, em São Paulo

08/04/2020 15h10Atualizada em 08/04/2020 15h58

Já morreram mais pessoas nos Estados Unidos pelo novo coronavírus do que em toda a epidemia de H1N1 em 2009. Os dados, divulgados pela emissora norte-americana CNN, são da Universidade Johns Hopkins e do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) do país.

Segundo a Johns Hopkins, a covid-19 já deixou ao menos 12.936 mortos nos EUA. Já a epidemia de H1N1, de acordo com o CDC, matou 12.469 pessoas em quase um ano, entre 12 de abril de 2009 e 10 de abril de 2010.

O país já soma mais de 400 mil casos de coronavírus desde a primeira confirmação, no fim de janeiro. Quanto à H1N1, o CDC estima que 60,8 milhões de pessoas foram infectadas nos EUA naquele ano.

'Otimismo' de Trump

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse ontem que o país pode estar chegando ao topo da "curva" da pandemia, caminhando para um resultado com menos mortes do que foi estimado.

Trump ainda reforçou que gostaria de reabrir a economia dos EUA. "Queremos abrir em breve, é por isso que eu acredito que talvez estejamos chegando ao topo da curva", explicou.

A força-tarefa norte-americana para a covid-19 projetou, baseada em modelos, que até 240 mil pessoas nos EUA poderiam morrer da doença.

Coronavírus