PUBLICIDADE
Topo

Internacional

ONU anuncia avanços na luta contra a praga de gafanhotos na África

Um menino somali segura um gafanhoto do deserto - Feisal Omar/Reuters
Um menino somali segura um gafanhoto do deserto Imagem: Feisal Omar/Reuters

Do UOL, em São Paulo*

20/05/2020 10h29

A Agência de Alimentação e Agricultura da ONU (FAO) anunciou que conseguiu salvar 720 mil toneladas de cereais em 10 países da África. As colheitas têm potencial para alimentar até 5 milhões de pessoas em um ano.

Mesmo com as boas notícias, a FAO ressalta as chuvas podem causar uma segunda onda de gafanhotos, já que essas condições intensificam o seu desenvolvimento. Esses insetos devem passar da fase juvenil para a fase adulta em junho

Em abril, a praga de gafanhotos na Etiópia provocou danos em 200 mil hectares de plantações e deixou um milhão de pessoas em uma crise alimentar.

Bilhões de gafanhotos, em enxames que pode atingir um tamanho equivalente ao da cidade de Moscou, percorreram grande parte do leste da África, incluindo Etiópia, Somália, Quênia, Djibuti, Eritreia, Tanzânia, Sudão, Sudão do Sul e Uganda.

A FAO destacou ainda que a atual pandemia de coronavírus pode complicar as iniciativas para mitigar as consequências humanitárias da praga, como o envio de "insumos agrícolas" e de dinheiro para os agricultores e fazendeiros.

Veja como está sendo feito o combate à praga

*Com informações da AFP

Internacional