PUBLICIDADE
Topo

Famílias de imigrantes foram separadas indevidamente nos EUA, diz relatório

19.jun.2018 - Abrigo para crianças de imigrantes ilegais em Tornillo, Texas (EUA) - Mike Blake/Reuters
19.jun.2018 - Abrigo para crianças de imigrantes ilegais em Tornillo, Texas (EUA) Imagem: Mike Blake/Reuters

Do UOL, em São Paulo

03/06/2020 14h08

Um relatório do Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos mostrou que pelo menos 40 crianças foram separadas indevidamente de suas famílias ao buscar abrigo no país. Os dados foram divulgados pelo Buzzfeed News.

Entre essas 40 crianças, a idade média era de 13 anos, mas o relatório traz ao menos um caso de uma criança de cinco meses que foi separada dos pais.

A maioria dessas crianças ficou separada dos pais por quatro semanas, mas houve casos de famílias separadas por mais de um ano.

O relatório analisa a política de tolerância zero instaurada por Donald Trump entre maio e junho de 2018.

Na ocasião, o governo dos EUA disse que não iriam separar aquelas famílias que pudessem comprovar seus laços.

A então secretária de Segurança Interna, Kirstjen Nielsen, afirmou na época que "o DHS (Departamento de Segurança Interna, na sigla em inglês) não está separando famílias legitimamente buscando asilo nos portos de entrada. Se um adulto entrar em um porto de entrada e pedir asilo, ele não será processado por entrada ilegal. Eles não cometeram um crime ao chegar ao porto de entrada. "

Internacional