PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Forças Armadas dos EUA mostram imagens de teste de míssil hipersônico

EUA testam míssil hipersônico no Havaí - Reprodução/Twitter
EUA testam míssil hipersônico no Havaí Imagem: Reprodução/Twitter

Do UOL, em São Paulo

05/08/2020 11h01Atualizada em 06/08/2020 12h18

As Forças Armadas dos Estados Unidos divulgaram as primeiras imagens do teste de um míssil hipersônico, realizado em março. O armamento, o primeiro com essa tecnologia, é desenvolvido pelo Exército e a Marinha dos Estados Unidos e tem como objetivo poder ser usado em terra ou com lançamento por submarinos.

Segundo o site de tecnologia The Drive, o tenente-general Neil Thurgood, diretor do setor responsável pelo projeto nas Forças Armadas, apresentou ontem vídeos e fotos do teste, durante o do simpósio anual de Defesa Espacial e de Mísseis, feita online por conta da pandemia do coronavírus.

Há indícios de que o chamado Corpo Planador Hipersônico Comum - da sigla C-HGB, em inglês - seja o armamento a que o presidente Donald Trump vinha se referindo nos últimos meses, que seria inovador e permitiria aos Estados Unidos competirem com avanços tecnológicos chineses e russos no mesmo setor.

O vídeo, reproduzido no Twitter traz imagens do míssil em uma plataforma de lançamento no Havaí, em 19 de março de 2020. Após ele deixar a plataforma, as imagens são cortadas para sua detonação.

"Ele deixa a plataforma brevemente e pega velocidade com bastante rapidez", narrou Thurgood, sobre o "Flight Experiment 2". Não foi revelada a velocidade final atingida pelo armamento.

Este tipo de míssil, segundo o The Drive, usa motores de foguetes para pegarem velocidade e altura. Depois disso, descem em direção ao alvo em velocidade hipersônica. Assim, a interceptação por um sistema de defesa é mais difícil.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que informou a matéria, Neil Thurgood é tenente-general, e não apenas tenente. A informação foi corrigida.

Internacional