PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Estudantes não precisam mais usar máscaras na Inglaterra a partir do dia 17

Boris Johnson, primeiro-ministro do Reino Unido, anunciou hoje a terceira fase de relaxamento - JUSTIN TALLIS/AFP
Boris Johnson, primeiro-ministro do Reino Unido, anunciou hoje a terceira fase de relaxamento Imagem: JUSTIN TALLIS/AFP

Colaboração para o UOL*

10/05/2021 18h43

Os alunos não precisarão mais usar máscaras nas escolas secundárias e faculdades da Inglaterra. O primeiro-ministro, Boris Johnson, anunciou hoje que o país passará para a terceira fase de relaxamento das restrições a partir da próxima segunda-feira, 17 de maio.

Segundo a emissora Sky News, Johnson disse que os dados mais recentes para escolas mostram que as taxas de infecção por coronavírus entre alunos e funcionários continuam diminuindo à medida que as taxas caem de forma mais geral entre a população. Como resultado, os alunos não serão mais obrigados a usar coberturas faciais nas salas de aula ou nas áreas comuns das escolas secundárias e faculdades.

A decisão de descartar o uso de máscaras faciais nas salas de aula ocorre apesar de um grupo de conselheiros do governo ter destacado no mês passado a "importância de manter as medidas de mitigação atuais nas escolas".

Na semana passada, cinco sindicatos representando professores e funcionários de apoio - bem como cientistas e pais - também escreveram ao secretário de Educação, Gavin Williamson, instando-o a manter as máscaras no lugar até pelo menos 21 de junho.

Enquanto isso, a flexibilização das restrições por parte do primeiro-ministro a partir de 17 de maio também fará com que todos os estudantes universitários restantes retornem ao ensino presencial.

Relaxamento das restrições no Reino Unido

A maioria das empresas em todos os setores, exceto os de maior risco, será capaz de reabrir, incluindo serviços de bares, como os tradicionais pubs, e restaurantes. Esse relaxamento vai acontecer junto com a flexibilização de algumas restrições às viagens ao exterior.

Hotéis e cinemas serão reabertos e os esportes em ambientes fechados também poderão ser retomados. Algumas performances e eventos esportivos maiores poderão reabrir para espectadores pagantes, com restrições.

Com o afrouxamento das restrições, os britânicos também poderão se reunir de forma privada em ambientes fechados, com no máximo seis pessoas ou duas famílias. Festas de casamentos poderão ter até 30 convidados. Por outro lado, aglomerações de mais de 30 pessoas, mesmo ao ar livre, permanecerão proibidas.

* Com informações do Estadão

Internacional