PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Envelhecido? Canadenses acham uísque que ficou por 69 anos no fundo de lago

Dieter Mueller, Dave Davison e Adam Blokzyl comemoram o sucesso da busca pelo uísque submerso - Arquivo Pessoa/Dieter Mueller
Dieter Mueller, Dave Davison e Adam Blokzyl comemoram o sucesso da busca pelo uísque submerso Imagem: Arquivo Pessoa/Dieter Mueller

Colaboração para o UOL em Santos

22/07/2021 10h37

Um grupo canadense de caçadores de tesouros encontrou no fundo de um lago de Ontario uma garrafa de uísque que, sem ter sido feita para isso, acabou passando por um envelhecimento de 69 anos.

Os caçadores constataram que a garrafa de uísque está no lago desde 1964. Dieter Mueller afirmou que tinha informações de que havia várias garrafas perdidas no lago Otter, na área de Parry Sound, quando um vizinho bateu seu barco em um cais, em 1964.

Mueller disse que encontrou um estoque de garrafas submersas enquanto nadava certa vez no lago, na década de 1960, mas não conseguiu alcançá-las. Por isso, quando voltou ao lago em 15 de julho, foi acompanhado do amigo Adam Blokzyl e do especialista em mergulho Dave Davison para o ajudar a encontrar a relíquia.

Mueller afirmou que o grupo estava se preparando para ir embora quando Davison encontrou três garrafas debaixo d'água, e uma delas ainda estava lacrada e intacta.

"Foi inacreditável. Eu estava em êxtase. Havia tantos pessimistas e duvidosos e basicamente foi como se eu tivesse alcançado algo que as pessoas pensavam ser impossível. Pelo menos eu encontrei os tesouros", declarou Mueller ao site local de notícias BarrieToday.

Ele contou que Davison avistou mais garrafas enterradas sob os destroços no fundo da água e agora o grupo está planejando voltar ao lago em breve, para ver se podem encontrar mais garrafas que ainda estejam seladas.

Muuller disse que o uísque foi produzido pela empresa Gooderham & Worts, que interrompeu a fabricação do destilado na década de 1990.

"O uísque geralmente envelhece 12 anos antes de ser vendido. Portanto, esse produto pode ter 69 anos", concluiu.

Internacional