PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
15 dias

Durante briga, argentina arremessa celular em namorado e ele acaba morrendo

Jovem teve traumatismo craniano ao ser atingido por celular e morreu oito dias depois - iStock/Getty Images
Jovem teve traumatismo craniano ao ser atingido por celular e morreu oito dias depois Imagem: iStock/Getty Images

Colaboração para o UOL

24/09/2021 22h33Atualizada em 27/09/2021 16h18

Uma mulher de 22 anos virou notícia internacional por ter atirado um aparelho celular no rosto do namorado, de 23 anos, o que causou a morte do homem, oito dias depois no hospital. Roxana Adelina López responde pela acusação de homicídio em liberdade e participou hoje de sua primeira audiência na Justiça.

A jovem e Luis Darío Guantay mantinham um relacionamento e, no dia 10 de abril, enquanto estavam na casa do rapaz, em Cafayate, em Salta, começaram uma discussão. Segundo informa o jornal argentino La Nación, Roxana afirma que, durante a briga, teria levado um tapa no rosto e, para se defender, atirou o objeto contra ele.

Luis foi atingido no rosto e, desde o impacto, passou a se queixar de dores de cabeça e mal-estar. Após procurar o pronto-socorro da cidade, foi constatado que ele sofreu um traumatismo craniano e que precisaria de intervenção cirúrgica. Ele não resistiu ao ferimento e veio a óbito oito dias mais tarde.

A mãe de Luis procurou a polícia para denunciar a mulher e a polícia passou a investigar o ocorrido. Em comunicado à imprensa, a argentina negou ter intenção de cometer o crime.

Internacional