Câmera em colar de urso polar dá pistas de como aquecimento está mudando seu cotidiano

Uma câmera GoPro acoplada ao pescoço de uma ursa polar capturou cenas do cotidiano do animal no gelo ártico.

A câmera foi instalada por cientistas do U.S. Geological Survey (Instituto de Pesquisas Geológicas do governo americano) para descobrir como os ursos polares estão reagindo ao derretimento de gelo causado pelo aquecimento global.

Os cientistas resolveram divulgar as imagens para alertar o público sobre a ameaça do aquecimento global.

O vídeo mostra a ursa caçando com um companheiro. Ela mergulha no mar e captura uma foca, que é estraçalhada na neve em seguida.

Ursos polares são os maiores carnívoros terrestres, chegando a pesar 800 kg.

Segundo a ONG World Wildlife Foundation, trata-se de uma espécie em situação de vulnerabilidade.

Sua população atual no mundo é estimada em 20 mil a 25 mil animais, dos quais de 5 mil a 7 mil vivem no Ártico russo.

Desde que a a caça de ursos polares foi proibida na Rússia, em 1957, a maior ameaça atual aos animais é a perda de seu habitat por conta de mudanças climáticas.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos