Mais informação com menos tempo de leitura
Topo

Candidato a reeleição, prefeito de Curitiba promove ônibus híbrido na Rio+20

O prefeito de Curitiba, Luciano Ducci (PSB), no lançamento do ônibus híbrido - Marco Antonio Teixeira/UOL
O prefeito de Curitiba, Luciano Ducci (PSB), no lançamento do ônibus híbrido Imagem: Marco Antonio Teixeira/UOL

Mauricio Stycer

Do UOL, no Rio

14/06/2012 15h00

Candidato a reeleição, o prefeito de Curitiba, Luciano Ducci (PSB), participou de uma festa na manhã desta quinta-feira (14), no estande da Volvo, no Parque dos Atletas, na Rio+20, para anunciar o lançamento de um ônibus híbrido, movido a eletricidade e diesel.

O governo municipal vai investir R$ 26 milhões para adquirir 60 unidades do Híbrido, como foi batizado. Os primeiros 30 começam a circular em setembro e os demais apenas em 2013, em cinco linhas da cidade. Vale lembrar que a frota da cidade é de  2.100 veículos.

Na véspera, a Coppe/UFRJ apresentou o seu H2+2, um ônibus igualmente híbrido, mas movido por energia elétrica e hidrogênio.

Segundo a Volvo, a tecnologia do Híbrido consome até 30% menos combustível e emite até 50% menos gases poluentes que os ônibus convencionais. Ao arrancar, o ônibus é movido por eletricidade, até atingir a velocidade de 20 km/h, quando o motor diesel entra em operação.

A aquisição de 60 ônibus terá pouco impacto no consumo total da frota de ônibus de Curitiba, que conta 2.100 veículos.  O prefeito Ducci disse que os ônibus serão substituídos pelos que usam a nova tecnologia à medida que forem saindo de linha.

Ducci cobrou do governo federal mais incentivos para a produção de biodiesel. “Não teria a menor dúvida em trocar a frota toda se houvesse mais incentivos”, disse ao UOL. Hoje o litro do biodiesel custa 30 centavos a mais que o diesel convencional.

Mais Meio Ambiente