Topo

Órgão da ONU diz que 2012 pode bater novo recorde de calor

Do UOL, em São Paulo

28/11/2012 14h35

Os dez primeiros meses de 2012 são o nono período mais quente desde 1850, data em que as medições do clima começaram a ser feitas, mostra estudo divulgado nesta quarta-feira (28), terceiro dia da grande conferência climática da ONU (Organização das Nações Unidas), a a COP 18, em Doha, no Catar.

De acordo com o relatório anual da Organização Meteorológica Mundial (OMM, na sigla em inglês), a temperatura do planeta até outubro ficou 0,45°C acima da média registrada entre 1961-1990, de 14,2°C.

O ano de 2012, portanto, deve registrar novo recorde de calor até dezembro – segundo a organização, ele já ficou marcado pela ocorrência de fenômenos climáticos extremos em todo o mundo, principalmente no Hemisfério Norte, que sofreu com oscilações de frio e calor, e o degelo recorde do Ártico.

Mesmo com a ocorrência em abril da La Niña, resfriamento natural e periódico das águas do oceano Pacífico, ondas de calor incomum foram sentidas na maioria do globo durante o ano, em especial na América do Norte, sudeste da Europa, centro e oeste da Rússia e nordeste da África. O documento destaca, ainda, que a seca afetou cerca de 1.100 cidades no nordeste do Brasil, a mais severa nos últimos 50 anos da região. 

Meio Ambiente