Topo

Campanha quer arrecadar aparelhos eletrônicos em estações do metrô do Rio

Da Agência Brasil, no Rio de Janeiro

11/12/2012 15h18

Incentivar as pessoas a doar aparelhos que não servem mais é a intenção da campanha Natal da Eletrorreciclagem que ocorre desde esta terça-feira (11) até o próximo dia 21 de dezembro no Rio de Janeiro. As estações do metrô da Pavuna, Central, Carioca e Ipanema/General Osório, na capital fluminense, receberão das 8h às 18h, eletrodomésticos que serão reciclados e reaproveitados.

A campanha da SEA (Secretaria Estadual do Ambiente) do Rio de Janeiro, feito em parceria com a concessionária Metrô Rio, está na terceira edição e conta este ano com a participação das Fábricas Verdes, que são espaços voltados à reciclagem e ao reaproveitamento de produtos descartados. “Com esse trabalho das Fábricas Verdes nós transformamos lixo eletrônico em inclusão digital, porque essas pessoas são treinadas para ter acesso à rede, à informação e assim aumentar a sua cidadania”, explicou o secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc.

Segundo Minc, a cada três computadores recolhidos na campanha um é montado nas Fábricas Verdes e, posteriormente, doado a telecentros digitais espalhados em comunidades do Rio de Janeiro.

De acordo com a superintendente de Território e Cidadania da Secretaria do Ambiente, Ingrid Gerolimich, nas duas primeiras edições da Natal da Eletrorrecilcagem foram coletadas 13,5 toneladas de aparelhos descartados. “A gente está falando de todo um trabalho de mobilização da população para saber o que fazer com esse resíduo eletroeletrônico que as pessoas têm em casa e muitas vezes não sabe como dar a destinação correta”, disse a superintendente ao acrescentar que a expectativa deste ano é dobrar a quantidade de material recolhido.

Com apenas 8 anos de idade, Nathally Thayanne da Rocha, acordou cedo para acompanhar a mãe, funcionária da Secretaria do Ambiente, e que estava trabalhando na conscientização dos usuários do metrô na Estação Carioca, no centro da Rio. A menina contou que pediu à mãe que doasse um computador antigo. “É bom reciclar para ajudar a proteger o meio ambiente. Tem muita gente vindo aqui e eu acho isso muito bom e importante”, disse.

O alvo da iniciativa é preferencialmente eletrônicos como televisores, computadores e teclados, aparelhos de DVD, videocassete, rádios, além de celulares e carregadores. Os postos não receberão pilhas, baterias, lâmpadas e aparelhos domésticos maiores, como geladeiras e fogões.

Meio Ambiente