Topo

Após décadas, Regiões Metropolitanas de Curitiba e Florianópolis têm neve

Talita Boros

Do UOL, em Curitiba

23/07/2013 09h55

A onda de frio que atinge a região Sul do país fez nevar nas Regiões Metropolitanas de Curitiba e Florianópolis nesta terça-feira (23) após décadas.

VOCÊ MANDA PARA O UOL

  • Rodrigo Philipps/Agência RBS

    Envie fotos do frio e da neve na sua cidade

No Paraná, o fenômeno foi confirmado pelo Instituto Tecnológico Simepar por volta das 8h na cidade de Araucária. Há 38 anos não nevava em Curitiba e região.

Muitos bairros da capital paranaense registraram chuva congelada --fenômeno anterior à neve--, mas até às 8h20 não havia confirmação oficial de neve na capital.

As baixas temperaturas que atingiram o Paraná entre a noite de segunda (22) e terça-feira (23) fizeram a neve atingir pelo menos dez cidades do Estado.

Além de Araucária, nevou em São Mateus do Sul, Pinhão, União da Vitória, Guarapuava, Lapa, Toledo, Palmas, Paula Freitas e Irati. Segundo o Simepar, o número ainda pode aumentar.

O órgão afirma que nas próximas 24h as temperaturas serão as mais baixas do ano no Estado.

A temperatura em Palmas, na região Sul do Estado, chegou a  -2º. Na capital, a mínima até às 7h45 foi de 2ºC, mas a sensação térmica chegou a -3º, conforme o Simepar. Ao longo do dia, a temperatura deve subir pouco, chegando no máximo a 7º.

Chuva congelada

Apesar da animação nas redes sociais, o fenômeno que atingiu Curitiba até o momento foi a chuva congelada. Aparentemente semelhante à neve, esse tipo de precipitação ocorre quando as gotas de chuva congelam antes de chegar no chão.

Isso acontece porque nem toda a atmosfera está com temperatura igual ou inferior a 0º.

Já na neve, os flocos congelados caem diretamente das nuvens quando a totalidade da atmosfera apresenta temperatura igual ou inferior a 0º.

Grande Florianópolis tem neve após 58 anos

Segundo o “Jornal do Tempo”, as baixas temperaturas e a alta umidade do ar favoreceram a ocorrência de neve na noite de ontem na Grande Florianópolis, mais especificamente no Morro da Boa Vista, divisa entre Rancho Queimado e Alfredo Wagner e também em Mato Francês e Taquaras.

Nessas localidades, as temperaturas ficaram na casa de -1°C. Segundo os meteorologistas, o fenômeno não era visto desde 1955.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Meio Ambiente