Topo

Nova Déli fica invisível em névoa tóxica após festa hindu

Nova Déli após o Diwali - Tsering Topgyal/AP
Nova Déli após o Diwali Imagem: Tsering Topgyal/AP

31/10/2016 09h30

Nova Déli se encontra envolta em uma névoa tóxica nesta segunda-feira, um dia depois da grande festa hindu do Diwali, durante a qual se costuma fazer espetáculos com fogos de artifício.

Uma espessa fumaça impede a visibilidade, mesmo no interior das casas e túneis do metrô.

Altaf Qadri/AP
Imagem: Altaf Qadri/AP
Pela primeira vez na capital indiana, o recorde de 1.000 microgramas de partículas finas por metro cúbico de ar foi superado em um bairro do sul, o RK Puram. O dado é dez vezes superior aos máximos recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Apesar de as concentrações poluentes diminuírem nas últimas horas, pela manhã continuavam acima dos 700 microgramas por metros cúbico em vários bairros da capital.

A festa hindu das luzes - o Diwali - é conhecida por ser muito poluente devido aos fogos de artifício, o que implica sérios riscos respiratórios para os habitantes da capital, de acordo com as autoridades.

Horizonte de Nova Déli antes da festa - Altaf Qadri/AP
Horizonte de Nova Déli antes da festa
Imagem: Altaf Qadri/AP
Uma semana antes da próxima rodada de conversações sobre a mudança climática, que acontecerá no Marrocos de 7 a 18 de novembro, a Unicef publicou nesta segunda-feira um estudo sobre o perigo da poluição atmosférica para a saúde das crianças.

Cerca de 300 milhões de crianças vivem no mundo em locais com poluição atmosférica causadora de danos físicos sérios, incluindo problemas de desenvolvimento cerebral, segundo a Unicef.

Horizonte de Nova Déli depois da festa  - Tsering Topgyal/AP
Horizonte de Nova Déli depois da festa
Imagem: Tsering Topgyal/AP

Portão da Índia antes da festa - Altaf Qadri/AP
Portão da Índia antes da festa
Imagem: Altaf Qadri/AP
Portão da Índia depois da festa - Tsering Topgyal/AP
Portão da Índia depois da festa
Imagem: Tsering Topgyal/AP

Meio Ambiente