Topo

Projeto que representa natureza ameaçada leva floresta a estádio austríaco

"For Forest" é o nome dessa enorme instalação artística, a maior já criada no país - Divulgação/For Forest
"For Forest" é o nome dessa enorme instalação artística, a maior já criada no país Imagem: Divulgação/For Forest

Da EFE em Klagenfurt

06/09/2019 13h34

Cerca de 300 árvores de até 14 metros de altura surgiram no meio de um estádio de futebol na Áustria, em um projeto que mistura arte e ecologia e que pretende focar nas ameaças sofridas pelo meio ambiente e na relação do ser humano com a natureza.

"For Forest" é o nome dessa enorme instalação artística, a maior já criada no país, e que foi apresentada nesta semana aos veículos de imprensa e que poderá ser visitada gratuitamente a partir do próximo domingo até o dia 27 de outubro na cidade de Klagenfurt.

A obra de arte viva reproduz em três dimensões um intrigante e inquietante desenho criado em 1971 pelo artista austríaco Max Peintner.

"A força inquebrável da atração da natureza" é um distópico desenho a lápis que mostra uma metrópole cinzenta de aço e pedra, e um estádio onde o público, a partir das arquibancadas, observa uma floresta, como os animais são vistos no zoológico.

Divulgação
Imagem: Divulgação
Divulgação
Imagem: Divulgação
Divulgação
Imagem: Divulgação
Divulgação
Imagem: Divulgação
Divulgação
Imagem: Divulgação
Divulgação
Imagem: Divulgação

O suíço Klaus Littmann, promotor do projeto, tornou isso realidade ao transportar árvores, bétulas, carpes, álamos, carvalhos, entre outros, ao gramado do Worthersee Stadion, em Klagenfurt, um dos mais modernos estádios da Áustria, com capacidade para 30 mil espectadores e construído para a Eurocopa de 2008.

"O contraste do metal, do aço, do vidro e da floresta não poderia ser melhor", resumiu Littmann, destacando o efeito criado por essa instalação.

Ele confessou que há cerca de três décadas, desde quando viu pela primeira vez a obra de Peintner, vinha pensando e buscando a forma de colocar esse projeto em prática.

"O momento em que o fizemos é um pouco perturbador", comentou Littmann, em conexão com o crescente debate sobre a crise climática.

No entanto, o promotor defendeu se tratar essencialmente de um projeto cultural.

"É um projeto político", contradisse Peintner, insistindo que a obra passa uma mensagem de conservação e advertência contra a mudança climática.

Peintner afirmou que quando criou o desenho que inspirava essa montagem artística, há quase 50 anos, o que tinha em mente era representar um mundo onde o último vestígio de natureza era contemplado como um circo.

"O estádio também pode ser visto como um muro de proteção dentro do qual a natureza é protegida", explicou.

A instalação pode ser visitada gratuitamente todos os dias até o final de outubro. Embora a floresta só possa ser vista das arquibancadas, e sendo impossível caminhar pelo seu interior, Littmann recomendou aos visitantes que mudem de posição para observar a instalação de diversos ângulos e ver como as mudanças de perspectiva alteram as sensações produzidas.

Além disso, destacou que as condições atmosféricas, como chuva, nevoeiro e a passagem do tempo modificarão a cor das folhas, tornando a experiência mais dinâmica.

Quando o projeto chegar ao fim, no dia 27 do próximo mês, as árvores serão realocadas perto do estádio, como uma "escultura viva".

O gramado do estádio, onde atualmente joga uma equipe da segunda divisão austríaca, será realocado e o campo ficará em perfeitas condições, como garantiu a organização. A Câmara Municipal de Klagenfurt garante que o projeto não custou nada aos cofres públicos.

Mais Meio Ambiente