Exclusivo para assinantes UOL

Professores iraquianos se tornam alvos, dizem grupos de direitos humanos

Bryan Bender e Farah Stockman
em Washington

Dezenas de acadêmicos iraquianos e suas famílias foram atacados e mortos por extremistas nas últimas semanas, no que grupos de direitos humanos dizem ser um esforço para eliminar os intelectuais e profissionais especializados remanescentes - destruindo assim qualquer perspectiva que possa existir de estabelecimento de uma sociedade democrática funcional.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos