UOL Mídia GlobalUOL Mídia Global
UOL BUSCA

RECEBA O BOLETIM
UOL MÍDIA GLOBAL


15/06/2007
Ingleses, vão para casa! Separatistas córnicos ameaçam Jamie Oliver

Da Der Spiegel

Dois restaurantes de celebres chefs britânicos foram ameaçados de violência por um obscuro grupo de separatistas pró-celtas na Cornualha, informou o "Guardian" nesta quinta-feira (14/6).

Um grupo chamado Exército de Libertação Nacional Córnico (Cornish National Liberation Army, CNLA) ameaçou incendiar o restaurante Fifteen, de Jamie Oliver, em Newquay, rotulando Oliver de um "ocupante" que prejudicou os moradores locais ao provocar uma alta nos preços dos aluguéis. Eles também ameaçaram outro ponto turístico popular - o Seafood Restaurant de Rick Stein, em Padstow - e disseram que os carros dos clientes de Stein seriam alvos.

Divulgação 
Grupo acusa Oliver de prejudicar os moradores locais ao provocar alta do preço dos aluguéis

"É de conhecimento de todos que Rick Stein e seus negócios são realizados com a desaprovação de muitos córnicos que vivem na área de Padstow", alegou o e-mail do grupo.

O problema, ao que parece, é que Stein e Oliver são ingleses, enquanto a CNLA luta pelos celtas locais oprimidos. Oliver abriu o Fifteen como meio de ajudar as crianças córnicas carentes a aprenderem sobre o setor de restaurantes; mas os nacionalistas córnicos parecem se sentir tratados com condescendência. Eles prometem atacar qualquer um que hastear a bandeira inglesa da cruz de são Jorge, que chamam de "imperialista e manchada".

Os separatistas celtas na Cornualha resistiram ao domínio inglês por séculos, notadamente em uma marcha contra Londres em 1497, quando Henrique 7º aumentou o imposto para custear a guerra contra a Escócia. A marcha foi contida e seus líderes enforcados, arrastados e esquartejados. Entre os líderes estava um ferreiro chamado Michael An Gof, cujo nome desde então é usado por vários grupos que defendem a independência córnica.

O CNLA alegou incluir membros de um grupo dos anos 80 chamado An Gof e disse ser financiado por outros "países celtas", assim como os Estados Unidos.

Dick Cole, que lidera um partido político pró-Cornualha chamado Mebyon Kernow, disse estar "muito triste por aparentemente termos um punhado de pessoas se passando por um grupo pseudoterrorista, ameaçando empresas e seus clientes", segundo o "Telegraph".

Tradução: George El Khouri Andolfato

ÍNDICE DE NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA





Shopping UOL

Gravadores Externosde DVD a partir
de R$ 255,00
Câmera Sony6MP a partir
de R$ 498,00
TVs 29 polegadas:Encontre modelos
a partir de R$ 699