Exclusivo para assinantes UOL

Documentos confidenciais sobre criminoso nazista podem ser divulgados após 50 anos

Leon Dische Becker

  • AFP

    O passaporte falso com que o nazista Adolf Eichmann entrou na Argentina em 1950 encontrado nos arquivos de uma corte de Buenos Aires

    O passaporte falso com que o nazista Adolf Eichmann entrou na Argentina em 1950 encontrado nos arquivos de uma corte de Buenos Aires

Cinquenta anos depois da prisão do criminoso de guerra nazista Adolf Eichmann pela Mossad israelense na Argentina, detalhes básicos de seus 15 anos como fugitivo continuam sendo segredo do governo. Os arquivos guardados pela agência de inteligência externa da Alemanha, a BND, continuam confidenciais até hoje – supostamente por motivos de segurança nacional. Um jornalista alemão entrou com um processo num tribunal federal pela divulgação dos arquivos.

UOL Cursos Online

Todos os cursos