Exclusivo para assinantes UOL

"Um mundo com 25 potências nucleares seria altamente perigoso", diz cientista político alemão

Gregor Peter Schmitz

Em Washington

  • Doug Mills/The New York Times

    Chefes de Estado de 47 nações posam para foto da Cúpula de Segurança Nuclear que terminou nesta terça-feira (13) em Washington, nos EUA

    Chefes de Estado de 47 nações posam para foto da Cúpula de Segurança Nuclear que terminou nesta terça-feira (13) em Washington, nos EUA

O presidente dos EUA, Barack Obama, anfitrião de uma reunião de cúpula em segurança nuclear na terça-feira (23/4), quer um mundo sem armas atômicas, mas muitos especialistas temem que o mais provável seja maior proliferação no futuro próximo. O cientista político alemão Josef Janning fala ao Spiegel Online sobre os perigos de um mundo com muitas potências nucleares. 

UOL Cursos Online

Todos os cursos