Exclusivo para assinantes UOL

Bagdá quer voltar a ser a capital cultural do mundo árabe

Ulrike Putz

Em Bagdá (Iraque)

  • 29.12.2003 - Mauricio Lima/FP

    O artista iraquiano Qasim Sabti sorri em frente a uma de suas obras em um café em Bagdá

    O artista iraquiano Qasim Sabti sorri em frente a uma de suas obras em um café em Bagdá

Durante décadas Bagdá foi a capital cultural do mundo árabe. A guerra mudou tudo isso e só agora a cena artística iraquiana está lentamente voltando a florescer. Enquanto os artistas lutam com as consequências do conflito e com a falta de patrocinadores, dizem que o estado da arte está intimamente ligado ao estado de seu país.

UOL Cursos Online

Todos os cursos