Exclusivo para assinantes UOL

Alemanha lançará programa para deserção de militantes islâmicos

  • Dar Yasin/AP

    Muçulmanos gritam slogans islâmicos durante uma procissão para comemorar o aniversário do nascimento do profeta Maomé em frente à mesquita de Hazratbal, na cidade de Srinagar, Índia

    Muçulmanos gritam slogans islâmicos durante uma procissão para comemorar o aniversário do nascimento do profeta Maomé em frente à mesquita de Hazratbal, na cidade de Srinagar, Índia

A Alemanha tem oferecido programas para as pessoas que querem sair da cena neonazista há anos. Agora, numa tentativa de combater a ameaça do terrorismo islamista, as autoridades estão providenciando uma linha telefônica para aqueles que estiverem dispostos entregar a desistir da jihad. Será que os islamistas precisam apenas de uma ajuda para voltar as costas ao extremismo? Isso, pelo menos, é o que a Alemanha espera – e montou um novo programa para facilitar o processo. A agência de inteligência doméstica do país, o Escritório Federal para Proteção da Constituição, lançará o chamado programa de saída no final de junho, anunciou o chefe da agência Heinz Fromm na segunda-feira, durante uma apresentação do relatório anual de 2009 do serviço em Berlim. A agência vai disponibilizar uma linha telefônica para a qual os militantes islamistas possam ligar se quiserem abandonar os grupos islamistas radicais. Especialistas multilíngues estarão disponíveis para aconselhar os potenciais desertores em turco ou árabe, assim como em alemão, disse Fromm, sem dar mais detalhes sobre o programa.

UOL Cursos Online

Todos os cursos