Exclusivo para assinantes UOL

"Precisamos de mudança em Cuba", diz Marieta Castro

Manfred Ertel

  • AFP

    Os sete ex-presos políticos em Cuba foram os primeiros dos 52 autorizados a deixar o país

    Os sete ex-presos políticos em Cuba foram os primeiros dos 52 autorizados a deixar o país

Marieta Castro, filha do presidente cubano, fala sobre reformas econômicas e direitos humanos em seu país, seu relacionamento com a família e a revolução sexual em Cuba. Pergunta: A senhora propõe uma política moderna de Aids e sexualidade, um tipo de política que se vê mais nas democracias modernas. Será este um arauto de reformas e de uma liberalização atrasadas em Cuba? Marieta Castro: Pode ser. Pergunta: Por que estão levando um tempo tão infinitamente longo? Até o presidente, seu pai, admite abertamente que a situação, na agricultura por exemplo, está pior do que jamais esteve. Ele criticou fortemente a ineficiência das operações estatais. Em outras palavras, as reformas são críticas para a sobrevivência de Cuba.

UOL Cursos Online

Todos os cursos