Exclusivo para assinantes UOL

O problema do assédio sexual no Parlamento Europeu

Peter Müller

  • REUTERS/Christian Hartmann

    Terry Reintke, membro do Parlamento Europeu, segura um cartaz com a hashtag "MeToo" ("eu também"), em referência a experiências de assédio sexual sofridas pelas mulheres, na sede do órgão legislativo em Estrasburgo (França)

    Terry Reintke, membro do Parlamento Europeu, segura um cartaz com a hashtag "MeToo" ("eu também"), em referência a experiências de assédio sexual sofridas pelas mulheres, na sede do órgão legislativo em Estrasburgo (França)

O assédio sexual sempre foi uma realidade inevitável no Parlamento Europeu em Bruxelas. Algumas mulheres começaram a se pronunciar recentemente, mas o órgão legislativo tem demorado a abordar o problema.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos