UOL Mídia GlobalUOL Mídia Global
UOL BUSCA

RECEBA O BOLETIM
UOL MÍDIA GLOBAL


19/07/2007
Caetano Veloso: "Não me interessa a pureza na música"

Carolina Ethel
Em Madri


O cantor e compositor brasileiro Caetano Veloso (Bahia,1942), que nos anos 60 renovou a música brasileira junto com Gilberto Gil, Gal Costa e sua irmã Maria Bethânia, com o audacioso movimento tropicalismo, não responde às perguntas durante as entrevistas. É muito mais expressivo; dialoga. Gesticula, usa as mãos, aperta os punhos, estreita os olhos para dar forma e sentido ao que quer dizer, quase como quando canta. Na semana passada esteve encerrando o Festival Viajazz de Collado Villalba (Madri) com um concerto acústico e promovendo a turnê que fará pela Espanha em outubro. "Cê", que vem de "você", também é a maneira de voltar a chamar a seu público de sempre e as novas gerações - fazia seis anos que não lançava um disco novo -, com 12 temas compostos integralmente por ele e uma nova formação musical, uma banda de rock. Três músicos jovens com os quais continua seu estilo de cavalheiro da música. Samba, rock, blues e punk para cantar o amor, o desamor, a política e o cotidiano.

Caetano é um cantor e compositor consagrado "do século passado" que se mantém vigente, quase atemporal. Ele medita um pouco e responde entre risos: "Quando os aviões e os aeroportos permitem, sou um homem jovem e vital. Hoje estou cansado com essa história dos vôos, as esperas e os atrasos. O que me mantém vivo é que gosto de fazer canções e shows e conhecer gente; estou sempre animado. Também é coisa de família".

Alan Marques/Folha Imagem - 19.nov.2006 
Caetano Veloso durante show de lançamento do CD "Cê", em Brasília

El País - O álbum "Cê" saiu em 2006 e desde então o senhor não parou de cantá-lo no Brasil.
Caetano Veloso -
A turnê foi muito bonita. Quando se escutam as canções com esta formação roqueira ao vivo se compreende muito melhor o disco; embora a gravação seja igual, é mais comovente. No concerto tocamos as canções de "Cê" e várias antigas, mas com esse grupo é muito interessante. Agora volto para terminar a turnê, e em outubro na Espanha.

EP - Sempre escutamos um Caetano Veloso que aposta na música brasileira, mas buscando novas sonoridades e misturas.
Caetano -
Comecei a experimentar em 1966 e nunca parei de me interessar. Também com os Mutantes em 1967. Há canções em "Noites do Norte" e "A Foreign Sound" que são muito parecidas com as de "Cê". Canções como "Come as you are" e, antes disso, no disco "Velô", em que quase todos os temas são do rock.

EP - Então, o que há de novidade neste álbum?
Caetano -
Pedro Sá e eu criamos uma banda nova e específica de rock para este álbum, mas as canções são tão variadas que poderiam estar em um disco com arranjos jobinianos. Creio que conseguimos estabelecer um diálogo com a história do rock e o pós-punk. Apostamos nas misturas como enriquecimento, contradizendo os esnobes que defendem a pureza do rock. Sou contra a idéia de autenticidade, não me interessa nada a pureza em geral. Não há nada na América totalmente puro.

EP - A aceitação da cultura brasileira na América Latina e na Espanha é recente. O senhor acha que falta interesse por parte dos países de língua espanhola, quando o Brasil já institucionalizou o aprendizado do castelhano?
Caetano -
O espanhol, depois do inglês, é a língua mais influente no Ocidente, e temos de reconhecer essas forças reais. É o que fazemos em meu país. Mas também creio que graças ao português o Brasil tem muita originalidade, e isso traz sonhos e projetos, sugere coisas ao mundo. E a canção brasileira tem esse espírito autêntico. Por isso merece ser reconhecida e valorizada.

Tradução: Luiz Roberto Mendes Gonçalves

ÍNDICE DE NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA





Shopping UOL

Gravadores Externosde DVD a partir
de R$ 255,00
Câmera Sony6MP a partir
de R$ 498,00
TVs 29 polegadas:Encontre modelos
a partir de R$ 699