UOL Notícias Internacional
 

01/11/2008

Onde mora Abramovitch?

El País
Walter Oppenheimer
Em Londres
Um juiz britânico destruiu o mito de que o oligarca russo Roman Abramovitch vive um dourado exílio econômico em Londres. Na realidade, ele nem passa dois meses por ano em território britânico, e quando vem não o faz para fechar negócios ou visitar amigos: vem a Londres para ver partidas do seu time de futebol, o Chelsea.

Esse e outros detalhes da vida do oligarca aparecem na sentença ditada a seu favor pelo juiz Christopher Clarke, que antes de atender a uma demanda apresentada contra ele por uma companhia concorrente quis esclarecer se o caso deve ser visto pela justiça britânica. E a resposta é não, porque Abramovitch não está domiciliado nem tem residência no Reino Unido, entra no país com visto de negócios, os fatos que são objeto do litígio aconteceram na Rússia e são os tribunais russos que devem se pronunciar.

O juiz examinou as propriedades de Abramovitch no Reino Unido e concluiu que estas representam uma pequena fração de sua fortuna. "O senhor Abramovitch é multimilionário. Sua fortuna é tão grande que os 30 milhões de libras [43 milhões de euros] que gastou em sua única propriedade na Inglaterra, em Lowndes Square, representam menos de 0,5% do que se estima que possua". Trata-se de sete ou oito apartamentos transformados em uma enorme residência no bairro de Knightsbridge, em Londres.

"Ele gastou somas consideravelmente maiores em iates e propriedades fora da Inglaterra. E suas casas e iates não são de modo algum seus principais ativos", adverte o juiz Clarke. Abramovitch tem dois chalés no Colorado (EUA), uma mansão no Caribe, uma casa na Sardenha e um castelo na França. Em seu país natal, a Rússia, possui três residências, incluindo a antiga casa de Leonid Brejnev em Moscou, que neste momento está reformando, e uma grande casa histórica que aluga para o governo russo.

Abramovitch "passa mais tempo na Rússia do que em qualquer outro lugar e seus negócios e interesses pessoais estão na Rússia", escreveu o juiz. "Antes de 2004 praticamente não passou nenhum tempo na Inglaterra. Em 2007 passou só 57 dias e virtualmente todos esses dias estavam relacionados com alguma partida de futebol." Sua estada média quando viaja ao Reino Unido é de 1,47 dia, e a mais longa foi de apenas 11 dias consecutivos, durante os quais assistiu a quatro partidas de futebol. O oligarca russo comprou o Chelsea em 2003 e desde então investiu nele mais de 700 milhões de euros.

Abramovitch conseguiu assim que os tribunais britânicos recusassem a denúncia apresentada contra ele pela companhia de petróleo russa Yugraneft, que pede 3,6 bilhões de euros por suas discrepâncias sobre um antigo negócio. A Yugraneft levou o caso primeiramente aos tribunais das ilhas Virgens Britânicas, mas foi recusado por falta de jurisdição.
O milionário russo argumenta que não reside em Londres para evitar uma ação de 3,6 bilhões no Reino Unido Luiz Roberto Mendes Gonçalves

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h50

    0,27
    3,149
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h50

    0,29
    64.873,74
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host