UOL Notícias Internacional
 

27/03/2009

Rabinos no campo de batalha de Gaza

El País
Juan Miguel Muñoz Em Jerusalém
Isso nunca havia acontecido até a guerra de Gaza. Os rabinos acompanharam os soldados no campo de batalha. Distribuíram panfletos nos quais se animava a "não ter piedade do inimigo". "Estamos sendo muito violentos", advertiram comandantes militares em plena operação. Os chefes religiosos se dirigiam primordialmente aos militares leigos. "Queriam socializar que se tratava de uma missão religiosa. Normalmente uma operação militar é um ato racional. Eles querem teologizá-la", afirma o especialista Yagil Levy.

A enorme potência de fogo desencadeada na faixa pelo exército israelense - "foi empregada uma política muito liberal, muito flexível na hora de empregar a força. Nem sempre o termo liberal é positivo", sorri o professor - correspondeu também a outros fatores. Em primeiro lugar, o governo estava muito preocupado com as baixas depois da segunda guerra do Líbano. "Se houver muitas baixas entre os soldados a campanha termina", afirma Levy. À diferença da contenda de 2006, tudo foi planejado em detalhe.

Inclusive o momento de lançar a guerra, quando nos países ocidentais se desfrutavam as férias de Natal. E, mais importante, se procurou que a campanha militar gozasse de grande legitimidade entre a população israelense. "Nunca foi tão documentado e exposto na mídia o sofrimento dos israelenses atacados pelos árabes como foram os lançamentos de foguetes contra Sderot e as comunidades vizinhas", explica Levy. "Quando havia atentados terroristas, tentava-se projetar a imagem de que tudo voltaria à normalidade rapidamente. Em Sderot foi o contrário. Mostrou-se o sofrimento constante, e isso unido aos sentimentos nacionalistas, aos postulados dos rabinos e à convicção de que a missão era legítima gerou essa agressividade."

Tradução: Luiz Roberto Mendes Gonçalves

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,32
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,56
    63.760,62
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host