UOL Notícias Internacional
 

24/06/2009

A sombra da cocaína se insinua sobre Berlusconi

El País
Miguel Mora Em Roma (Itália)
O escândalo continua aumentando. Todo dia novos depoimentos colhidos pela promotoria de Bari e pelos jornais revelam mais dados e despertam perguntas. A explosiva mistura de cocaína e prostitutas do Leste Europeu envolve agora o primeiro-ministro italiano, encurralado por sua peculiar ideia de "privacidade". A rebelião das prostitutas esclareceu as vastas festas organizadas por Berlusconi tanto em Roma quanto na Sardenha, e o país se prepara para o pior.

  • EL PAÍS/Reprodução

    Imagem veiculada pelo jornal El País mostra mulheres seminuas em festa de Berlusconi

Os indícios sobre o uso de cocaína são abundantes nas ligações interceptadas pelos juízes. Em uma delas, Gianpaolo Tarantini, o empresário de 34 anos amigo de Berlusconi e investigado por corrupção no setor de saúde e por indução à prostituição, promete a uma garota "uma noite de sexo e drogas".

Em outras ligações Tarantini fala de centenas de convidados para uma "festa branca" e cita o nome de Nick. Segundo a promotoria, trata-se do traficante das pessoas ricas de Apúlia (ou Puglia, região no sul da Itália). Também há conversas entre Tarantini e Berlusconi; ainda não foram divulgadas as frases, mas o jornal "Il Corriere della Sera" afirma: "Falam de garotas e festas em tom brincalhão e alegre".

O ex-secretário de Tarantini, Alessandro Mannarini, de 34 anos, indiciado por posse de entorpecentes, passou o verão de 2008 com seu chefe em uma mansão próxima a Certosa que custava 100 mil euros por mês. Quem pagava era Tarantini, o "rei das próteses". Os promotores acreditam que ele levava garotas às festas VIP com o objetivo de subir na vida. Não só com Berlusconi; é um sujeito democrático. As escutas também salpicam o vice-presidente regional da Apúlia, Sandro Frisullo, membro do Partido Democrático. Para estupor dos investigadores, o assistente de Tarantini confirma que tinha livre acesso à Villa Certosa.

Anatomia da Berluscolândia

Jardins infinitos, lagos artificiais, órgãos sexuais à mostra, jogos lésbicos, efeitos especiais, pizza e sorvete grátis... Um asilo geriátrico cheio de corpos imponentes. As fotos censuradas na Itália por iniciativa de Silvio Berlusconi mostram a rotina desinibida da mansão do chefe de governo, localizada na Costa Esmeralda da ilha de Sardenha

Mannarini confirmou na terça-feira ao "Corriere della Sera" que visitou a casa em agosto de 2008 junto com seu chefe e um grande grupo de prostitutas e garotas da TV. O primeiro-ministro ofereceu um jantar para 60 pessoas. Mannarini conta que entraram na residência de Estado sem passar por um controle de segurança, mas atravessaram três postos diferentes, alguns com tanques. Ordens do chefe: "Tarantini comunicou a alguém o nome dos convidados. Deixamos o carro fora e nos levaram até a casa em carrinhos de golfe. Ninguém nos revistou nem controlou as bolsas das mulheres", diz Mannarini, que confessa: "Fiz um vídeo e tirei fotos com o celular".

A frase confirma mais uma vez a eventualidade mais temida pelo entorno do primeiro-ministro: que outras pessoas, sobretudo garotas, porque eram sempre maioria, tenham fotos ou gravações semelhantes. Ninguém descarta que essas provas estejam fora do país. Mannarini afirma que Tarantini foi convidado por Berlusconi a Certosa em um dia em que estava lá o russo Roman Abramovich, presidente do time de futebol Chelsea.

Patrizia D'Addario, a prostituta de 42 anos que denunciou o "sistema Tarantini" aos juízes, depositou na terça-feira na promotoria seis gravações de áudio, depois de deixar um vídeo e outras fitas. Sua amiga, a transexual Manila Gorio, de 27 anos e apresentadora de programa na TV regional, confirmou ao jornal "La Repubblica" a versão de Patrizia e afirmou que também foi convidada a participar das chapas do partido "La Puglia prima di tutto" (a Apúlia acima de tudo), do ministro Raffaele Fitto. Mas recusou a oferta.

Tradução: Luiz Roberto Mendes Gonçalves

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,45
    3,141
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,39
    64.684,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host