UOL Notícias Internacional
 

12/12/2009

Ativista em greve de fome causa tensão diplomática entre Espanha e Marrocos

El País
Miguel González
Em Bruxelas
Estados Unidos soma forças ao governo Zapatero e pressiona Marrocos a readmitir Aminetu Haidar, que está há 26 dias em greve de fome

A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, recebeu na quinta-feira do ministro marroquino das Relações Exteriores, Taieb Fassi-Fihri, a mesma resposta que o governo espanhol obteve até agora: uma rotunda negativa a permitir o regresso a El Ayun da ativista saharaui Aminetu Haidar, que está em greve de fome no aeroporto de Lanzarote (Canárias) há 26 dias. Essa foi a informação que o Departamento de Estado transmitiu à diplomacia espanhola através da embaixada em Washington, depois da conversa telefônica entre Clinton e Fassi-Fihri, que constituiu a primeira gestão americana de alto nível nesta crise.
  • Martónez de CripÆn/EFE - 22.nov.2009

    A ativista Aminetu Haidar está em greve de fome há 26 dias e aguarda no aeroporto Lanzarote, na Espanha, a autorização para retornar ao Marrocos. A mulher já recebeu apoio de personalidade importantes, como escritor José Saramago e o cineasta espanhol Javier Fesser.


Apesar de até agora não ter dado nenhum resultado, o governo espanhol confia em que a pressão unida dos EUA com organismos internacionais como a ONU e a UE acabe convencendo o Marrocos de que sua inflexibilidade não só viola seus compromissos em matéria de direitos humanos como está se voltando contra seus próprios interesses na disputa do Saara Ocidental, antigo Saara Espanhol.

O ministro das Relações Exteriores espanhol, Miguel Ángel Moratinos, se reunirá na próxima segunda-feira em Washington com Clinton, em uma viagem que fontes diplomáticas negam que tenha sido improvisada devido à crise com o Marrocos, mas até sexta-feira não havia sido anunciada.

Ao fim do Conselho Europeu realizado em Bruxelas, o primeiro-ministro José Luis Rodríguez Zapatero agradeceu as gestões que diversos países e organismos internacionais estão realizando para desbloquear a situação da ativista saharaui e citou expressamente os EUA, mas não respondeu à pergunta sobre se sua mediação corresponde a um pedido espanhol. A diplomacia americana, ele se limitou a dizer, "sabe como e quando tem de atuar e a quem deve comunicá-lo".

Zapatero, que qualificou o caso Haidar de "conflito singular", defendeu sua decisão de não envolver "por enquanto" o rei Juan Carlos na busca de uma solução, como pediu o partido Esquerda Unida (IU na sigla em espanhol, uma coalizão de comunistas e verdes) e diversas personalidades. "Devemos preservar (a figura do rei) e agir com prudência quando se trata de uma tarefa que o chefe de Estado possa assumir. Esse é o princípio que deriva do modelo constitucional e o manteremos pelo tempo que for necessário e conveniente. Por enquanto vamos manter esse princípio de que seja o governo, no âmbito do Ministério das Relações Exteriores, quem cuide de contribuir para resolver a situação", argumentou. Depois de salientar que "o rei sempre está disposto a colaborar" e o faz "em perfeita sintonia com o governo", disse que nesse caso a Espanha ativou "toda a sua capacidade diplomática e de interlocução, a que é prudente", explicou.

Diante das críticas do Partido Popular (PP, conservador, na oposição), que acusa o governo de violar a lei de estrangeiros por permitir que Haidar entrasse na Espanha sem passaporte quando foi expulsa do Marrocos, alegou que sua entrada foi "de acordo com a lei", já que ela tem uma permissão de residência por razões humanitárias e não se tratou de uma decisão política, mas administrativa. "Não há qualquer autoridade política que se dedique no dia a dia a estabelecer autorizações ou negações do que é simplesmente a aplicação da lei que corresponde às autoridades administrativas encarregadas dessa gestão", alegou o primeiro-ministro.

Tradução: Luiz Roberto Mendes Gonçalves

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host