UOL Notícias Internacional
 

12/12/2009

Na China não há "nem socialismo nem capitalismo, e sim 'corrupcionismo'", diz artista chinês

El País
Catalina Serra
Em Barcelona
Reponsável pelo desenho da estrutura do estádio olímpico de Pequim, o artista diz que na China não há "nem socialismo nem capitalismo, e sim 'corrupcionismo'"

A caminho do restaurante, que pediu que fosse de comida mediterrânea, ele para sorridente diante de uma barraca de rua com pequenas alpargatas para crianças e pede para voltar depois para fazer algumas compras. Ai Weiwei é o artista mais influente da China e sem dúvida um dos mais interessantes do panorama internacional, mas se mostra humilde e atento, alheio à aura de estrela que o precede mas consciente de que sua fama é o melhor alto-falante para denunciar a censura e os abusos em seu país.
  • Greg Baker/AP - 07.aug.2009

    Junto com Herzog e De Meuron, Ai desenhou a espetacular estrutura do Ninho de Pássaro, o estádio olímpico de Pequim. Um projeto que o artista ainda gosta, apesar de lamentar e criticar a utilização do mesmo feita pelo governo chinês.


Horas antes, ele apresentou no pavilhão Mies van der Rohe de Barcelona uma provocante instalação que consiste em encher as duas piscinas do edifício minimalista, uma com leite e outra com café. Ele não toma, não gosta, mas reconhece que um pouco de cafeína lhe faz falta porque passou quase toda a noite blogando, uma atividade que pode ter leitura artística, mas que é, sobretudo, política.

Ainda se aprecia em sua cabeça a marca da operação de emergência que sofreu em setembro, devido a um derrame cerebral provocado pelas agressões da polícia de seu país. Tinha ido a Sichuan para depor como testemunha em um julgamento a favor de um ativista que, como ele fez em seu blog, tinha denunciado a morte de milhares de crianças no terremoto que arrasou a província em maio de 2008, devido à má construção das escolas que as sepultaram.

"De madrugada bateram na porta de forma violenta, dizendo que era a polícia. Ao abrir, lhes pedi que se identificassem e então me agrediram fortemente. Senti dor e inchaço, mas não pensei que fosse tão grave. Um mês depois, quando estava em Munique para inaugurar uma exposição, minha cabeça doía tanto que me levaram ao médico. Fui operado de emergência e disseram que me salvei por milagre. O governo nega tudo, mente como sempre."

Chegamos às entradas e Ai olha com curiosidade. "É bacalhau? Está bom", comenta enquanto tira uma foto, como fez o tempo todo. Parece curioso e "bon vivant", mas avesso a excessos, e se limita a experimentar os pratos de maneira austera. Aos 52 anos, seu aspecto começa a lembrar o de um venerável monge de filme, o que não impede que sua linguagem artística beba das fontes mais combativas do Dadá hipismo. Junto com Herzog e De Meuron, Ai desenhou a espetacular estrutura do Ninho de Pássaro, o estádio olímpico de Pequim, um projeto do qual ainda gosta, apesar de lamentar e criticar a utilização do mesmo feita pelo governo chinês.

Ele afirma que a sociedade chinesa "não é estável, com ricos muito ricos e pobres cada vez mais miseráveis. Não há moral nem ética, o governo só se aferra ao poder e isso os levará a sua autodestruição. Sabem disso e, portanto, se apressam agora em pegar tudo o que podem e colocar a si mesmos e seus parentes nas novas empresas criadas. Aquilo não é socialismo nem capitalismo, é corrupcionismo. As pessoas estão cada vez mais cansadas e não sabem o que pode acontecer".

Ai explica três histórias que exemplificam esse cansaço. "Os casos de corrupção e de abusos não saem na imprensa e o governo sempre os nega, mas agora podem ser divulgados através da Internet, que está sendo muito importante." Sorri ironicamente quando perguntado sobre o papel da comunidade internacional. "Na Europa acreditam que a China será uma balança entre os EUA e a Rússia, mas se equivocam. É um país no qual agora não há nenhum tipo de controle moral, e isso é muito perigoso. Não sabemos o que esse monstro pode fazer no futuro."

Tradução: Luiz Roberto Mendes Gonçalves

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,56
    3,261
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h21

    1,28
    73.437,28
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host