Exclusivo para assinantes UOL

Irã lança campanha para estimular crianças a serem mártires aos 13 anos

Ángeles Espinosa

Em Teerã

  • AP

    Crianças iranianas observam fotos das irmãs siamesas mortas numa cirurgia em Teerã

    Crianças iranianas observam fotos das irmãs siamesas mortas numa cirurgia em Teerã

Meninos dispostos ao martírio ao completar 13 anos e meninas castas até o casamento são os objetivos centrais do governo de Mahmoud Ahmadinejad para moralizar a sociedade iraniana. é o que se depreende das declarações de vários de seus responsáveis nas últimas semanas. Consolidados no poder depois das manifestações que questionaram a eleição do presidente, no ano passado, os fundamentalistas lançaram uma campanha educativa e midiática para difundir seus valores. "Nossas creches deveriam preparar nossos filhos de forma que estejam prontos para abraçar o martírio aos 13 anos", afirmou o ministro do Bem-estar e Seguridade Social, Sadeq Mahsuli.

UOL Cursos Online

Todos os cursos