Exclusivo para assinantes UOL

Cresce a revolta na Itália contra a "lei mordaça" de Berlusconi

Miguel Mora

Em Roma (Itália)

  • Alessandro Bianchi/Reuters

    Premiê italiano, Silvio Berlusconi, lidera um governo empenhado em restringir tanto as escutas telefônicas nas investigações policiais ou judiciais quanto em proibir sua publicação nos meios de comunicação

    Premiê italiano, Silvio Berlusconi, lidera um governo empenhado em restringir tanto as escutas telefônicas nas investigações policiais ou judiciais quanto em proibir sua publicação nos meios de comunicação

Cresce na Itália a insurreição contra a chamada lei mordaça. Jornalistas, juristas, televisões, editores e estudantes continuam manifestando sua indignação. Uma maratona de protesto diante de Montecitorio, a sede da Câmara dos Deputados, marcou na sexta-feira a expansão da revolta contra a norma preparada pelo governo de Silvio Berlusconi, empenhado em restringir tanto as escutas telefônicas nas investigações policiais ou judiciais quanto em proibir sua publicação nos meios de comunicação.

UOL Cursos Online

Todos os cursos