Exclusivo para assinantes UOL

Após 25 anos, responsáveis por desastre de Bophal são condenados

Ana Gabriela Rojas

Nova Déli (Índia)

  • AP - 04.dez.1984

    Vítimas de vazamento de gás venenoso que ocorreu em 1984 na cidade de Bophal, na Índia, deixando cerca de 15 mil mortos ao longo dos anos

    Vítimas de vazamento de gás venenoso que ocorreu em 1984 na cidade de Bophal, na Índia, deixando cerca de 15 mil mortos ao longo dos anos

Pela primeira vez um tribunal condena os responsáveis pelo desastre industrial mais grave da história: o vazamento de gás na cidade indiana de Bhopal, em dezembro de 1984, que deixou milhares de mortos e afetados. Vinte e cinco anos depois da tragédia, uma sentença ditada na última segunda-feira impõe uma multa de 500 mil rupias (cerca de 8.870 euros) à companhia de produtos químicos americana Union Carbide. Também condena por negligência oito de seus funcionários na época - todos indianos que hoje beiram os 70 anos, um deles já morto - a dois anos de prisão e a pagar 100 mil rupias (1.774 euros). No entanto, imediatamente lhes foi concedida liberdade sob fiança. Na índia a condenação foi recebida com indignação, raiva e tristeza: "Tão tarde e sem fazer justiça: é uma traição do governo à população indiana", lamentou a representante das vítimas, Rachna Dhingra. "A indenização imposta à empresa é vergonhosa, levando em conta o dano causado. Como se não bastasse, abre um precedente terrível", afirma a ativista. "Esta é uma mensagem para as grandes corporações de que podem matar milhares de pessoas, deixar afetadas por toda a vida outras milhares e contaminar a água de uma cidade inteira, que não terão qualquer responsabilidade", declarou a "El País" por telefone.

UOL Cursos Online

Todos os cursos