Exclusivo para assinantes UOL

O livro eletrônico transforma o mercado editoral dos EUA

Sandro Pozzi

Nova York (EUA)

  • Divulgação

    Kindle, um dos dispositivos de leitura digital

    Kindle, um dos dispositivos de leitura digital

Quer queira quer não, o avanço do livro eletrônico está mudando a uma velocidade estonteante o mercado editorial nos Estados Unidos. E além disso vem com força suficiente para deixar de joelhos a rede de livrarias Barnes & Noble. Em vista da queda brusca de rendimentos por causa da explosão de vendas através dos dispositivos eletrônicos, os gestores do setor consideram se colocar em mãos mais capazes para lidar com o desafio. O da Barnes & Noble, com 720 estabelecimentos por todo o país, acaba de se transformar no exemplo mais claro de como a internet e os dispositivos digitais como o Kindle, da Amazon, e o iPad, da Apple, estão minguando o negócio tradicional no suporte impresso, aquele que se pode tocar. Até Andrew Wylie, um dos agentes mais importantes do mundo literário, conhecido como “o chacal”, entende que o futuro é digital.

UOL Cursos Online

Todos os cursos