PUBLICIDADE
Topo

Diários de ex-líder servo-bósnio, apontam população muçulmana como o "inimigo comum" dos Bálcãs

Muçulmanas choram entre urnas fúnebres durante o enterro de 775 vítimas do massacre de Srebrenica recentemente identificadas - Fehim Demir/EFE
Muçulmanas choram entre urnas fúnebres durante o enterro de 775 vítimas do massacre de Srebrenica recentemente identificadas Imagem: Fehim Demir/EFE
Exclusivo para assinantes UOL

Isabel Ferrer

Em Haia (Holanda)

14/09/2010 00h03

A escapada de Ratko Mladic, o fugitivo por excelência da justiça internacional pelo genocídio de Srebrenica, tem letra e voz próprias. Seus diários de guerra foram traduzidos do cirílico depois de ficarem oculto...

Notícias