Exclusivo para assinantes UOL

Opinião: Francisco é um dos papas mais midiáticos de todos os tempos

Daniel Verdú

  • Kim Hong-Ji/ Reuters

    14.ago.2014 - Papa Francisco é exibido na televisão em uma loja de Seul, Coreia do Sul

    14.ago.2014 - Papa Francisco é exibido na televisão em uma loja de Seul, Coreia do Sul

Aconteceu no último Super Bowl, o acontecimento televisivo mais caro e esperado do ano nos Estados Unidos. Competir em popularidade com estrelas do pop e as maiores multinacionais do mundo exige cacife. Um papa, sem dúvida, pode se permitir isso, de modo que Francisco, rompendo com a monolítica fórmula dinheiro/espetáculo do evento, apareceu no telão do estádio do Texas para benzer a partida e passar sua mensagem de paz antes da apresentação de Lady Gaga. Não foi um caso isolado. O pontífice grava vídeos para suas redes sociais semanalmente, participa de palestras do TED, sai na capa da "Rolling Stone" --com o título "O Papa Pop" --e aceita ser tema de documentários com diretores cultuados. Sua última aparição foi uma pequena participação no filme de ficção "Beyond the Sun", que estreará no Natal. Seria exposição demais para um pontífice?

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos