UOL Notícias Internacional
 

06/03/2007

União Européia está 20 anos atrás dos EUA, diz estudo

Financial Times
Tobias Buck
em Bruxelas
O desenvolvimento econômico da União Européia (UE) apenas agora está atingindo o nível obtido pelos Estados Unidos há mais de duas décadas, segundo um estudo divulgado nesta segunda-feira (5/3).

Os Estados Unidos atingiram o atual nível de produto interno bruto (PIB) per capital da UE em 1985, segundo um relatório de autoria da Eurochambres, um lobby pan-europeu de negócios.

O índice de emprego da UE e o nível de investimento em pesquisa e desenvolvimento foram atingidos pelos Estados Unidos em 1978, e seu nível de produtividade (expresso em PIB por trabalhador) foi atingido pelos Estados Unidos em 1989, disse o relatório. As conclusões sugerem que apesar do ímpeto de crescimento do ano passado e da aceleração das reformas econômicas, a UE ainda está longe de se equiparar à força econômica americana.

O relatório será uma leitura desconfortável para os líderes da UE em seu encontro de cúpula econômico em Bruxelas nesta semana, um encontro que tradicionalmente conclui com um pedido para maiores reformas para melhorar a competitividade da economia européia.

O estudo ilustra a diferença de desenvolvimento entre os dois blocos ao estabelecer há quantos anos o atual conjunto de indicadores da UE foi atingido pelos Estados Unidos. Comparado ao primeiro destes relatórios da Eurochambres, publicado há dois anos, ele mostra que a diferença de tempo cresceu entre 2003 e 2006. A diferença mais drástica aparece em gastos em pesquisa e desenvolvimento, onde a diferença de tempo expandiu de 23 para 28 anos.

Apesar de a deterioração poder ser explicada ao menos em parte pela expansão da UE em 2004 - quando 10 novos países menos desenvolvidos ingressaram no bloco econômico - ela também reflete o fato de que os Estados Unidos ampliaram sua vantagem sobre a Europa em muitas categorias.

O estudo argumenta: "A Europa precisaria registrar performances anuais monstruosas para atingir os atuais níveis americanos até 2010". Ele aponta que para igualar o nível americano de 2005 em gastos em pesquisa e desenvolvimento, os gastos da UE teriam que crescer quase 14% a cada ano até 2010. Para a UE alcançar o PIB americano per capita até 2010, o bloco precisaria de índices anuais de crescimento de mais de 8%.

Mas o PIB americano do ano passado cresceu 3,3% - em comparação com um taxa média de crescimento de 2,9% entre os 25 países membros da UE. O estudo alerta: "A UE está progredindo em um ritmo insuficiente para realmente competir no cenário mundial". George El Khouri Andolfato

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,63
    3,167
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,87
    65.667,62
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host