UOL Notícias Internacional
 

23/06/2007

Tolices de BlackBerry

Financial Times
Nenhum viciado aprecia a experiência da síndrome de abstinência, mesmo se a fonte do vício for um dispositivo handheld para e-mail. As autoridades francesas parecem não ser exceção. O Ministério da Segurança francês, o SGDN, alertou futuros ministros franceses que devem abandonar o vício em BlackBerry porque espiões americanos podem interceptar suas comunicações por e-mail. A fabricante canadense do BlackBerry, a Research in Motion Ltd, nega a existência de tal risco. Autoridades se queixam de que a SGDN está atolada no passado.

Divulgação-18.4.2006
Por ser incapaz de interceptar os pombos-correio da SGDN, o "Financial Times" só pode especular o raciocínio por trás da proibição. Uma possibilidade é que a meta seja favorecer um concorrente francês -talvez o GooseBerry. O nome de fruta -'groselha à maquereau', para os
interessados- poderia até mesmo conquistar algum subsídio agrícola da União Européia. Exagero? É preciso lembrar que este é um país que, quando havia rumores de que a Danone era alvo de aquisição, se preparou para adotar uma política estratégica para iogurte.

Mais problemático do que a proibição é o que deixa implícito: as autoridades francesas estão enviando idéias importantes umas às outras usando e-mail de BlackBerry. Isto é profundamente perturbador. A maioria das mensagens de BlackBerry é composta durante o breve período para 'oração no BlackBerry' no meio de uma reunião para discutir outra coisa. Muitas outras são digitadas com o polegar enquanto se está no carro a caminho do aeroporto, ou embriagado no táxi, tarde da noite.

As autoridades governamentais e ministros tomam decisões terríveis há séculos enquanto estão sóbrios, despertos e concentrados. Tomá-las enquanto estão bêbados, cansados e distraídos dificilmente será de alguma ajuda -apesar de valer a pena experimentar qualquer coisa.

Uma coisa que deve ser dita sobre as mensagens por BlackBerry é que são curtas. Isto é uma idéia digna de ser explorada. Os documentos governamentais de todo o mundo deviam ser digitados usando apenas os polegares. Se não podem ser sensíveis, ao menos podem ser breves.

'Enviado de minha groselha à maquereau GSM' A busca por uma política estratégica para e-mail em handheld acabou George El Khouri Andolfato

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,32
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,56
    63.760,62
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host