Microsoft faz um brinde ao monstro azul

De Stacy-Marie Ishmael

Convidados escolhidos a dedo vão brindar, num bar no Soho de Londres, com um novo vinho branco sul-africano engarrafado em sua homenagem. Eles não são enólogos, porém, mas sim tecnólogos. A reunião marca o lançamento do rótulo Blue Monster Reserve, criado pela vinícola Stormhoek para a Microsoft e seus funcionários.

Hugh MacLeod/Microsoft 
Monstro azul impresso em cartões e exige aos funcionários: 'mude o mundo ou vá para casa'


Vinho de marca própria e garrafas personalizadas tornaram-se cada vez mais populares no mundo corporativo, especialmente entre os bancos de investimentos, como presentes para clientes e convidados de eventos empresariais. As companhias esperam que as safras corporativas acrescentem um ar de classe e sofisticação a sua imagem.

Mas, diferentemente das garrafas de vinho pesonalizadas dadas por bancos e firmas de advocacia aos clientes, esta marca não teve origem nos escritórios de comunicações corporativas da Microsoft.

Hugh MacLeod, um cartunista, blogger e estrategista de marketing da vinícola Stormhoek, criou a imagem do 'Blue Monster' ('Monstro Azul') depois de conhecer os empregados da Microsoft.

MacLeod conheceu os "microsofties" em seu trabalho cotidiano. "Promovemos uma série de jantares para bloggers e tecnólogos nos EUA e no Reino Unido", ele disse. "Conheci muita gente da Microsoft nesses jantares, e todos disseram a mesma coisa: queremos mudar o mundo."

Essa idéia de uma Microsoft mais gentil e humana não combina com sua imagem de companhia agressiva. Os críticos têm acusado a gigante do software de abusar de sua posição predominante e sufocar a inovação no setor. Em 2003, a Comissão Européia considerou a companhia culpada de práticas anticompetitivas e lhe impôs uma multa recorde de US$ 497 milhões. O resultado da apelação contra essa decisão deverá sair hoje.
O desenho de uma criatura azul com dentes afiados e seu slogan -"Microsoft, mude o mundo ou vá para casa"- já foi adotado por alguns empregados e fãs da empresa como símbolo de sua criatividade.

"As pessoas vêem a Microsoft como um grande e mau monstro corporativo", disse MacLeod. "Mas todos os funcionários com quem falei disseram que só querem fazer bons produtos e praticar boas ações. Era óbvio que a Microsoft tinha de melhorar seu modo de contar essa história."

"O vinho é um objeto social, e assim é o Blue Monster: ambos inspiram conversas", ele disse. "E achamos que o desenho ficaria realmente bacana numa garrafa."

Steve Clayton, presidente de tecnologia numa das afiliadas da Microsoft no Reino Unido, disse que o Blue Monster lembra às pessoas que a empresa tem senso de humor e alegria.

Clayton esteve na linha de frente do movimento Blue Monster: ele usa a imagem em seu cartão de visita e é administrador de um grupo Facebook Amigos do Blue Monster.

"A direção da Microsoft deu todo o apoio para que usássemos o nome da empresa ao lado da imagem do Blue Monster", disse MacLeod. "Faz sentido; eles estão aí há 30 anos e estão tentando se reinventar para envolver uma nova geração."

"As garrafas só estarão disponíveis para a Microsoft e suas afiliadas. Não pretendemos vender o produto fora da empresa", disse Jason Korman, executivo-chefe da Stormhoek. "O vinho só foi divulgado na semana passada e já sentimos um interesse maciço de várias partes da companhia."

Clayton admite que o movimento Blue Monster independe de qualquer influência da Microsoft. "O desenho incentivou uma série de novas conversas de pessoas que são apaixonadas pela Microsoft, interna e externamente. Blue Monster é uma comunidade que desenvolveu sua própria identidade individual."

Para MacLeod, o Blue Monster representa uma espécie de revolução. "Começamos um movimento underground na Microsoft, e sabíamos que um dia os caras de terno tomariam conhecimento. Esse momento finalmente chegou."

Nesse caso, será comercializado no verdadeiro estilo da era da internet: não com um ato de anarquia, mas com um "tim-tim" das taças. A companhia de software criou uma marca de vinho para lembrar seus funcionários de que tem senso de humor Luiz Roberto Mendes Gonçalves

UOL Cursos Online

Todos os cursos