Bush e Brown planejam grupo de trabalho para regular setor bancário

James Blitz e George Parker
Em Londres

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, e Gordon Brown, o primeiro-ministro do Reino Unido, concordaram em avançar na cooperação sobre a crise nos mercados financeiros. Eles estão criando um novo grupo de trabalho conjunto que vai elaborar planos para o monitoramento e regulamentação do sistema bancários.

No centro das propostas, acertadas na quarta-feira por Hank Paulson secretário do tesouro dos EUA, e Alistair Darling, ministro das Finanças do Reino Unido, está a criação de uma instituição formada por importantes membros do Tesouro e do setor de regulamentação, de Londres e de Washington.

Brown e Bush vão discutir uma maior cooperação entre o Reino Unido e os Estados Unidos para tentar resolver a crise financeira, quando eles se reunirem na cúpula da OTAN esta semana em Bucarest e em uma cúpula em Washington no próximo mês.

Altos funcionários do governo britânico disseram que o novo grupo de trabalho formado pelos EUA e pelo Reino Unido, cujas características dos integrantes e especificações técnicas estão sendo finalizados, vai buscar o estabelecimento de uma abordagem comum para respostas à crise antes das reuniões do próximo mês do FMI e do Banco Mundial.

No entanto, altos funcionários dizem que, dado o imenso papel exercido por Londres e Nova York nos mercados financeiros, o significado da nova instituição irá além disso.

Segundo funcionários do Tesouro do Reino Unido, a nova instituição vai examinar o papel das agências de classificação de crédito na avaliação do risco, em meio a temores de que elas não avaliaram totalmente a exposição aos produtos com base em hipotecas, numa queda no mercado imobiliário.

A nova entidade também examinará o que os bancos e outras instituições precisam fazer para melhorar a transparência na avaliação de complexos produtos financeiros. Acima de tudo, o órgão também buscará aperfeiçoar a cooperação no dia-a-dia entre os reguladores do sistema financeiro nos EUA e no Reino Unido.

Tradução: Claudia Dall'Antonia

UOL Cursos Online

Todos os cursos