Declaração sobre campo de petróleo brasileiro reforça empresas

Leslie Crawford, Rebecca Bream e Toby Shelley
em Londres e Madri

As ações da Repsol-YPF, da Petrobras e do BG Group aumentaram acentuadamente depois que o órgão regulador de energia do Brasil disse que um campo de petróleo do país a ser explorado pelos três grupos pode ser enorme.

O diretor da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, Haroldo Lima, disse a jornalistas que o campo de Carioca "pode conter reservas tão grandes quanto 33 bilhões de barris de óleo equivalente" e que a descoberta seria a maior do mundo nos últimos 30 anos.

Em conseqüência, as ações do grupo de petróleo espanhol Repsol subiram 9,3%, para 25,68 euros, e as do BG Group do Reino Unido aumentaram 5,4%. As ações da Petrobras subiram apenas 1%.

A notícia surgiu enquanto os preços do petróleo atingiam um novo recorde de mais de US$ 112.

A operadora Petrobras tem uma participação de 45% no consórcio que explora parte do campo Carioca, a 300 km da costa do Rio de Janeiro, enquanto o BG Group possui 30% e a Repsol detém 25%.

Na segunda-feira (14), no entanto, a Petrobras tentou se distanciar dos comentários de Lima, dizendo que foram prematuros. A Petrobras disse que está perfurando um segundo poço prospectivo que ainda não é profundo o suficiente para ter atingido petróleo.

"Dados mais conclusivos sobre o potencial da descoberta só serão conhecidos depois que o processo de avaliação estiver concluído", disse a Petrobras. Membros do governo brasileiro também pediram cautela.

Analistas do UBS Pactual disseram que suspeitam que o número de 33 bilhões de barris de óleo equivalente poderia se referir a estimativas anteriores de toda a área do Pão de Açúcar em que se situa Carioca, e não a esse campo somente. Luiz Roberto Mendes Gonçalves

UOL Cursos Online

Todos os cursos