Exclusivo para assinantes UOL

FMI recomenda que países com superávit estimulem gastos domésticos

Chris Giles Em Istambul (Turquia)

O crescimento voltou à economia mundial, anunciou na quinta-feira (1) o Fundo Monetário Internacional (FMI), mas a futura recuperação será fraca a menos que os países com grandes superávits comerciais peguem o bastão como motores da demanda.

UOL Cursos Online

Todos os cursos