Exclusivo para assinantes UOL

Na visita à China, Obama perdeu um round

Ying Chan*

Apesar do júri ainda não ter decidido sobre o que a visita do presidente Obama à China renderá a longo prazo, o presidente certamente perdeu a guerra do simbolismo em seu primeiro encontro com a China. Na China consciente de status, simbolismo e protocolo exercem um papel imenso. Os erros diplomáticos americanos poderiam reforçar a mentalidade de Pequim de que o controle grosseiro da informação funciona, de que uma China em ascensão pode pisar nos valores universais de um governo aberto e que presta contas. Mal na foto A imagem final do presidente Obama na China, que circulou pelo mundo, diz muito: um homem solitário caminhando pela ladeira íngreme da Grande Muralha. A foto contrasta daquelas de outros presidentes dos EUA que foram fotografados na mesma Grande Muralha, cercados por crianças acenando bandeiras ou por cidadãos admirados

UOL Cursos Online

Todos os cursos