Exclusivo para assinantes UOL

Guerras internas devem terminar, afirma chefe de política externa da União Europeia

Bruxelas

  • Frank Rumpenhorst/AP

    Homem atravessa ponte perto do edifício Bundesbank, em Frankfurt, iluminado com o euro

    Homem atravessa ponte perto do edifício Bundesbank, em Frankfurt, iluminado com o euro

A chefe de política externa da União Europeia, Catherine Ashton, apelou na quarta-feira aos seus críticos e aos que estão travando guerras internas sobre a criação de um novo corpo diplomático para não deixarem as lutas internas destruírem uma “chance em uma geração” de aumentar a influência mundial da Europa. 

UOL Cursos Online

Todos os cursos