Exclusivo para assinantes UOL

Depois de anos de crescimento, Austrália enfrenta escolhas difíceis

Philip Bowring

Em Hong Kong

  • EFE/Allan Porritt

    A primeira-ministra da Austrália, Julia Gillard, observa um projeto no Centro Eletrônico da Universidade de Queensland, em Brisbane

    A primeira-ministra da Austrália, Julia Gillard, observa um projeto no Centro Eletrônico da Universidade de Queensland, em Brisbane

A baixa qualidade do debate entre os principais partidos políticos da Austrália parece ser uma das razões pelas quais nenhum deles atingiu a maioria nas eleições deste sábado. O eleitorado parece reconhecer, mesmo incoerentemente, que após uma década de crescimento e prosperidade quase ininterruptos, o país enfrenta algumas escolhas difíceis. A mais importante gira em torno de uma questão: população.

UOL Cursos Online

Todos os cursos