UOL Mídia GlobalUOL Mídia Global
UOL BUSCA

RECEBA O BOLETIM
UOL MÍDIA GLOBAL


26/01/2007
Paris quer salvar o clima sem perder seus turistas

Por Béatrice Jérôme
Le Monde


A França definiu como objetivo em 2005 dividir por quatro de agora até 2050 as suas emissões de gases em comparação com 1990. Mas "será preciso um esforço gigantesco por parte de Paris para alcançar este objetivo", prevê Yves Contassot, o secretário-adjunto (do Partido Ecologista) encarregado do meio-ambiente na prefeitura. Paris contribui numa proporção de 7% para a produção de gases de efeito-estufa de toda a França.

Em 2005, 11 milhões de toneladas de carbono --de um total nacional de 151 milhões (3% das emissões mundiais)-- foram produzidos pelos habitantes, os usuários de transportes e os visitantes de Paris. Desse total, 6,5 milhões de toneladas de carbono resultam das atividades próprias da cidade, da circulação das pessoas e do transporte das mercadorias, numa proporção de cerca de 53%.

A calefação, a iluminação e as atividades sanitárias dos edifícios, grandes devoradores de energia em função do caráter antigo das construções parisienses, contribuem para 26% desse total. O saldo da poluição produzida, 4,4 milhões de toneladas de carbono, é gerado pelas atividades turísticas na capital, sendo que a maior parte desse volume é gerada pelo transporte aéreo, numa proporção de 91%.

Os números deste balanço, que foram computados pelos serviços da prefeitura, foram apresentados nesta quinta-feira, 25 de janeiro, junto com um "livro branco" no qual estão compiladas as sugestões de 1.500 parisienses. Desde setembro de 2005, estes últimos vêm participando de oficinas municipais, tendo em vista a elaboração de um plano de luta contra o aquecimento do clima, que deverá ser adotado pela cidade até julho de 2007.

O livro branco dos parisienses reclama a implantação de um "plano Marshall" para o isolamento térmico. Segundo a prefeitura, seria necessário dividir por sete a fatura de energia para a calefação nos prédios, de modo a atingir a meta de 50 kW/h por m2, o nível ideal a ser alcançado segundo o certificado de qualidade suíço Minergie. Diante disso, o plano sugere que sejam instituídos empréstimos bancários com taxas de juros iguais a zero, ou ainda que a prefeitura ofereça ajuda financeira para os particulares.

No âmbito do executivo da prefeitura parisiense, as atividades turísticas vêm motivando intensos debates. "O setor dos visitantes é aquele que mais emite gases geradores de efeito-estufa", sublinha a prefeitura. "As coisas não podem continuar desse jeito", se insurge Yves Contassot.

Enquanto os eleitos do Partido Verde puxam o sinal de alarme em relação aos danos causados pelo tráfego crescente nos aeroportos de Orly e de Roissy, Jean-Bernard Bros, o secretário-adjunto (um eleito do PRG - Partido Radical de esquerda) encarregado do turismo, lembra que Paris está em primeiro lugar no ranking mundial dos destinos turísticos. Portanto, isso faz com que o turismo seja a principal atividade geradora de receitas da cidade. Mais de 11% dos empregos parisienses estão vinculados a esta atividade. A prefeitura arrecada anualmente mais de 27 milhões de euros (R$ 74,44 milhões) em taxas de estadia.

Para reduzir o turismo de negócios, que representa a metade dos 26 milhões de visitantes da capital, os eleitos do Partido Verde sugerem que a prefeitura desenvolva os sistemas de videoconferência.

"A videoconferência não deve substituir as estadas dos homens de negócios na cidade", responde Anne Hidalgo, a primeira secretária-adjunta (OS, Partido Socialista) do prefeito Bertrand Delanoë. Salvar o clima não implica em "que se diminua o número de turistas", diz ela. "É preciso que a cidade invente soluções para um turismo sustentável."

Tradução: Jean-Yves de Neufville

ÍNDICE DE NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA





Shopping UOL

Gravadores Externosde DVD a partir
de R$ 255,00
Câmera Sony6MP a partir
de R$ 498,00
TVs 29 polegadas:Encontre modelos
a partir de R$ 699