UOL Notícias Internacional
 

09/10/2009

Nicolas Sarkozy considerava "corajoso" e "talentoso" o livro de Frédéric Mitterrand

Le Monde
O presidente Nicolas Sarkozy ainda não havia se manifestado, nesta quinta-feira (8), a respeito da polêmica sobre o livro de Frédéric Mitterrand. Entretanto, durante uma entrevista concedida neste verão ao "Nouvel Observateur", o presidente da República havia considerado "corajoso e talentoso" o livro "La Mauvaise Vie" ["A má vida", em tradução literal], no qual o ministro da Cultura descrevia com detalhes suas experiências sexuais pagas com "jovens garotos" nos prostíbulos da Tailândia. "Achei seu livro 'La Mauvaise Vie' corajoso e talentoso", disse.

A polêmica continua a crescer em torno do ministro da Cultura, por causa de seus relatos de 2005 sobre experiências de turismo sexual: a esquerda e a extrema direita exigem sua demissão.

Quanto à direita, cada vez mais parlamentares da UMP (União por um Movimento Popular) pedem por explicações. Na semana passada, vários deputados (Christian Vanneste, Chantal Brunel, Marie-Louise Fort...) criticaram o apoio do ministro da Cultura ao cineasta Roman Polanski.

Nesta quinta-feira (8), foi a vez do senador da UMP, Eric Doligé, se pronunciar sobre a questão durante uma sessão plenária: "Permitam-me expressar minha profunda indignação. Dez dias atrás surgiu o caso Polanski. Uma personalidade perseguida há trinta anos por estupro reconhecido de uma criança de 13 anos. Sua prisão foi considerada terrível". "Eu gostaria de dizer ao autor dessa opinião o que é terrível: é o estupro da menina, e não a prisão do estuprador", disse Doligé, sem citar Frédéric Mitterrand. O senador da UMP por Loiret foi aplaudido por vários de seus colegas.

Tradução: Lana Lim

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host