UOL Notícias Internacional
 

12/01/2010

Ivo Josipovic, novo presidente croata, encarregado de conduzir o país à União Europeia

Le Monde
Piotr Smolar
Os eleitores croatas levaram à liderança de seu país, no domingo (10), um homem cuja vida profissional foi feita em sua maior parte fora dos círculos políticos. O deputado Ivo Josipovic, 52, é professor de direito internacional e compositor musical. Autor de cerca de quarenta obras e inúmeros álbuns, ele considerou sua eleição uma "sinfonia vitoriosa".

Ivo Josipovic

  • AFP PHOTO/ HRVOJE POLAN

Segundo os resultados (99,62% votos das urnas), ele obteve 60,29% dos votos no segundo turno, ultrapassando com folga seu adversário, o prefeito de Zagreb, Milan Bandic (39,71%).

A vitória de Josipovic, que sucederá Stipe Mesic, 75, no poder desde 2000, é a da oposição, representada pelo partido social-democrata (SDP). Seu próprio adversário, Milan Bandic, era um dissidente desse partido.

A classificação desses dois candidatos para o segundo turno é uma humilhação para a Comunidade Democrática Croata (HDZ), partido que levou a Croácia à independência em 1991, atingida por uma sucessão de escândalos financeiros. O primeiro-ministro originário desse partido, Ivo Sanader, chegou a renunciar em julho de 2009, para surpresa geral. Surpreendeu da mesma forma quando anunciou sua volta à política, no início de janeiro. O HDZ o afastou.

As prerrogativas presidenciais de Ivo Josipovic são limitadas. Como chefe das forças armadas, ele terá um papel na política externa, mas a maior parte do poder está nas mãos do governo. O novo presidente deverá coabitar com a primeira-ministra do HDZ, Jadranka Kosor, sucessora de Sanader. Apesar dos escândalos envolvendo o HDZ, esta conseguiu emergir como uma personalidade popular, decidida a limpar a casa.

Frescor

As eleições legislativas estão previstas para o fim de 2011, mas muitos pediram para que ela fosse realizada mais cedo. A Croácia, de fato, não tem tempo a perder - como ela gostaria - para integrar a União Europeia (UE) em 2012. O pouco de vontade dentro da UE por uma nova expansão orientada para os Bálcãs só pode ser vencido com um dossiê impecável apresentado por Zagreb.

Então as primeiras palavras do novo presidente trataram desse assunto: "Quero uma Croácia europeia (...) não somente por sua adesão à UE, mas também compartilhando dos valores que defendemos: os da democracia, da liberdade, dos direitos humanos, do respeito às leis, dos direitos das minorias e da liberdade religiosa", declarou após o anúncio dos resultados. "Todos queremos viver em um país onde o trabalho é pago e os crimes são punidos, um país de justiça e de seguridade social", ele acrescentou.

Ivo Josipovic não foi um ator político de peso nos últimos anos. Foi esse frescor, esse perfil incomum que convenceram os eleitores, sensíveis à insistência com a qual ele prometeu, em campanha, denunciar a corrupção na política. Apesar de seu frágil carisma e de sua apatia, não se devem subestimar suas competências. Eleito deputado em 2003 e 2007, membro de diversas comissões parlamentares, ele foi o representante de seu país junto ao Tribunal Internacional de Justiça (TIJ) e do Tribunal Penal Internacional (TPI) para a ex-Iugoslávia.

Culto, aberto, Josipovic é casado com uma especialista em direito civil. Ex-militante do Partido Comunista nos anos 1980, ele fez parte de sua transformação social-democrata. Durante a campanha, ele defendeu a ideia de um "novo patriotismo", longe dos excessos dos anos 1990. "Um 'bom' ou um 'grande' croata não é aquele que grita mais alto ou que agita melhor sua bandeira. É o trabalhador que faz seu serviço com consciência, ou o empresário que cria empregos, pagando salários equitativos a seus funcionários e pagando seus impostos", ele declarou em abril de 2009 à revista "Nacional".

Um de seus desafios será melhorar as relações com a Sérvia. Enquanto os dois países tentavam fechar as feridas da guerra (1991-1995), suas relações estremeceram novamente após Zagreb ter reconhecido a independência de Kosovo em 2008.

Tradução: Lana Lim

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host