Exclusivo para assinantes UOL

Mesmo com protestos, economizar e gastar menos é o que resta para o grego comum

Catherine Simon

Enviada especial a Atenas

Eles manifestam e protestam... usando a calculadora. Diante das medidas de austeridade que se anunciam, Georgios Nikolakopoulos, 50, professor de matemática no ensino médio, faz suas contas. Esse homem robusto de jaqueta de couro já decidiu, ao mesmo tempo em que se mantém fiel aos rituais sindicais, economizar no consumo de cerveja e cigarros.

UOL Cursos Online

Todos os cursos