Exclusivo para assinantes UOL

Israel adota postura defensiva a respeito de seu arsenal nuclear

Laurent Zecchini

Em Jerusalém

As autoridades israelenses comemoraram um pouco rápido demais no fim da conferência sobre segurança nuclear, nos dias 12 e 13 de abril, em Washington. Apesar das intervenções de representantes árabes condenando o status singular do armamento nuclear de Israel, o alerta não havia sido muito duro porque o programa nuclear do Irã dominou os debates. Mas a história foi outra com a declaração adotada no dia 5 de maio, em Nova York, pelos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU (Estados Unidos, Rússia, China, Grã-Bretanha e França), paralelamente à conferência de acompanhamento do Tratado de Não-Proliferação Nuclear (TNP).

UOL Cursos Online

Todos os cursos