Exclusivo para assinantes UOL

Ataque a frota humanitária é fiasco triplo para os israelenses

  • Uriel Sinai/EFE

    Imagem mostra o ataque da Marinha de Israel na segunda-feira (31) contra uma frota de seis embarcações com ativistas que tentavam furar o bloqueio à faixa de Gaza e entregar suprimentos à região

    Imagem mostra o ataque da Marinha de Israel na segunda-feira (31) contra uma frota de seis embarcações com ativistas que tentavam furar o bloqueio à faixa de Gaza e entregar suprimentos à região

Israel certamente tinha suas razões para impedir uma flotilha humanitária de chegar ao território palestino de Gaza. Esses seis navios transportavam suprimentos (alimentos, remédios, materiais de construção, etc.), destinados ao 1,5 milhão de habitantes de Gaza sujeitos a um severo bloqueio por parte de Israel e do Egito há três anos. O governo de Binyamin Netanyahu propôs que essa carga fosse desembarcada no porto israelense de Ashdod. Ele pretendia se certificar de que ela não continha armas, antes de encaminhá-la a Gaza, afirma.

UOL Cursos Online

Todos os cursos